E qual é a posição atual da Igreja? O Catecismo da Igreja católica, na explicação do primeiro mandamento, repete a condenação a todas as práticas de adivinhação, conforme esta escrito no n 2116: “Todas as formas de adivinhação devem ser rejeitadas: recurso a Satanás ou aos demônios, evocação dos mortos ou outras práticas supostamente «reveladoras» do futuro (45). A consulta dos horóscopos, a astrologia, a quiromancia, a interpretação de presságios e de sortes, os fenômenos de vidência, o recurso aos “médiuns”, tudo isso encerra uma vontade de dominar o tempo, a história e, finalmente, os homens, ao mesmo tempo que é um desejo de conluio com os poderes ocultos. Todas essas práticas estão em contradição com a honra e o respeito, penetrados de temor amoroso, que devemos a Deus e só a Ele.”
I actually wanted to write down a quick comment so as to appreciate you for the great suggestions you are writing at this site. My prolonged internet search has now been honored with incredibly good points to write about with my close friends. I ‘d tell you that we readers actually are undeniably fortunate to be in a useful website with many outstanding people with interesting hints. I feel quite fortunate to have seen your web pages and look forward to many more cool minutes reading here. Thank you again for a lot of things.
Ahora bien, sucedía que nadie en China había oído hablar de Fátima ni sabía nada de sus problemas. Pero existía la leyenda de que un día llegaría allí cierta mujer extranjera, capaz de hacer una tienda para el emperador. Y puesto que en aquel entonces en China no existía nadie que pudiera hacer tiendas, todo el mundo esperaba el cumplimiento de aquella predicción con la más vivida expectativa.

Si se medita un poco sobre el tema, veremos que somos seres Visuales, es decir, pensamos en imágenes principalmente. Usamos palabras, pero cuando nombramos por ejemplo, una silla, nos viene a la mente la imagen, y no solo el nombre. Por tanto, al imaginar, estamos traduciendo al lenguaje más básico, al código original del cerebro y la mente, lo que deseamos realizar.


Tomemos por exemplo os discursos verbais de uma transmissão de um jogo de futebol pela TV: a primeira leitura seria a do locutor — imparcial e redundante em relação a imagem. Antigamente, imitava-se o ‘speaker’ do rádio. A segunda seria a dos comentaristas e dos repórteres de campo. Hoje em dia esse discurso é propositadamente subjetivo, com os jornalistas torcendo abertamente para os times. A terceira leitura seria a dos diferentes especialistas (ex-juízes, ex-técnicos e ex-jogadores) chamados a esclarecer aspectos da sua área de capacitação. Já a última leitura seria a realizada pelas estatísticas de jogo e pela simulação holográfica das jogadas realizada via computação gráfica. Somente esta última leitura nos permitirá visualizar o jogo de um modo transpessoal e arquetípico em suas formas mais abstratas. Um time, assim, estaria ‘nervoso’ (muitas faltas e passes errados); enquanto o outro jogou ‘disperso’ e sem objetividade (poucos chutes a gol, muitos passes laterais).


Este es un juego con el que empezar a practicar, también puedes realizar algún ejercicio parecido, pero con un compañero o compañera, en este caso, tendréis que poner a prueba vuestra capacidad telepática. La telepatía lejos de ser una forma literal de hablar a distancia con la mente, se trata de una habilidad que se puede desarrollar y consiste en transmitir a distancia, de mente a mente, un símbolo, una imagen, un sentimiento, etc.
×